França anuncia o resgate do segundo corpo de vítima do voo 447

Amostra para teste de DNA será recolhida; Jobim diz que restos mortais encontrados serão resgatados

Tiago Rogero, do Estadão.com.br, com Associated Press

06 de maio de 2011 | 14h13

PARIS - O corpo de outra das vítimas do voo 447 da Air France foi encontrado nesta sexta-feira, 6, pelo governo francês. De acordo com nota da Direção Geral de Gendarmerie Nationale (DGGN), a polícia da França, o segundo corpo já foi levado a bordo do navio Ile de Sein nesta manhã.

 

Veja também:

linkPara experts em DNA, tempo não é empecilho, mas há dificuldades

especialInfográfico: Detalhes da operação de resgate

especialPasso a passo do acidente com o voo 447

 

Ainda conforme a polícia francesa, o corpo também estava no interior da fuselagem do avião, preso a um dos assentos. Os técnicos da corporação que estão a bordo do navio vão extrair amostras para que sejam realizados testes de DNA, para possível identificação da vítima.

 

O presidente da Associação de Familiares de Vítimas do Voo AF-447, Nelson Faria Marinho, disse que recebeu um e-mail do Escritório de Investigações e Análise da Aviação Civil (BEA) confirmando o resgate. Segundo ele, o comunicado estava em francês e era assinado pelo embaixador do país, Philippe Vinogradoff.

 

De acordo com Nelson, que é pai de uma das vítimas, o embaixador foi designado pelo governo francês e está lhe passando informações por e-mail sobre a retirada dos corpos. "Como o e-mail estava em francês, pedi a minha filha que lesse para mim. Prometeram enviar um novo e-mail com mais informações, em português e inglês", disse.

 

Pela manhã, o ministro da Defesa, Nelson Jobim, disse que, apesar das buscas serem "de competência do Estado francês", está acompanhando os trabalhos. Durante visita ao complexo de favelas do Alemão, na zona norte do Rio, ocupado desde novembro pelo Exército, Jobim afirmou que "os corpos que forem encontrados serão retirados e depois identificados. Não sei as condições em que se encontram, mas as coisas vão acontecer naturalmente."

 

Buscas. Ontem, o primeiro corpo de um dos passageiros do avião Airbus A330, que ia do Rio a Paris e caiu no Oceano Atlântico com 228 pessoas a bordo, foi resgatado durante uma operação "inédita", dias depois da descoberta e recuperação das caixas-pretas da aeronave, a cerca de 4 mil metros de profundidade.

 

A nota da polícia francesa reitera que a operação de resgate dos corpos é feita em "condições particularmente difíceis e inéditas" e "forte incerteza ainda subsiste quanto à capacidade técnica de resgate dos corpos".

 

A operação de resgate dos corpos teve início anteontem, com o auxílio do robô-submarino Remours 6000. Içados a bordo, os restos mortais (assim como destroços e caixas-pretas) serão transportados agora para a cidade de Caiena, na Guiana Francesa, de onde partirão para a França.

 

Atualizado às 15h04

Tudo o que sabemos sobre:
voo 447AIr France

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.