França e Brasil cobram Senegal

O presidente da França, Nicolas Sarkozy, enviou o ministro da Cooperação, Alain Joyandet, a Dacar, no Senegal, para conversar sobre comunicações aéreas. "Existe um buraco negro. Isso não é normal", disse ontem, ao lado do presidente brasileiro, Luiz Inácio Lula da Silva. Investigadores franceses relataram na semana passada que o voo 447 fracassou três vezes em fazer contato com Dacar. "Especialistas franceses, brasileiros e senegaleses vão descobrir o que pode ser feito."

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.