Franceses dizem não ter novas pistas sobre queda de avião

Investigadores franceses não têm novas pistas sobre as causas do acidente com um avião da Air France no oceano Atlântico há duas semanas, disse o chefe da agência de investigação francesa na quarta-feira.

REUTERS

17 de junho de 2009 | 07h46

Mais informações podem estar disponíveis nos próximos dias, disse Paul-Louis Arslanian a jornalistas, pedindo ao público "muita paciência" enquanto a busca por corpos e destroços continua em alto-mar.

Ele falou em uma coletiva de imprensa sobre os trabalhos de busca e o que os investigadores chamaram de "condições desfavoráveis" na remota área do oceano Atlântico onde o Airbus A330 caiu quando voava do Rio de Janeiro a Paris, em 1o de junho.

A agência de investigação disse até o momento que os dados transmitidos desde o avião antes da queda indicavam uma leitura pouco confiável da velocidade por parte dos sensores da aeronave, mas que ainda é muito cedo para dizer se isso contribuiu para o acidente.

Todas as 228 pessoas a bordo do avião morreram no acidente, tornando-o o pior desastre da história da Air France.

(Reportagem de Tim Hepher)

Tudo o que sabemos sobre:
ACIDENTEAIRFRANCEPISTAS*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.