Franceses encontram possíveis pedaços de corpos

Material coletado pela tripulação do Mistral; ainda não há previsão para encerramento das buscas

Central de Notícias,

17 de junho de 2009 | 18h42

A tripulação do navio Mistral, da Marinha francesa, recolheu nesta quarta-feira, 17, mais possíveis pedaços de corpos humanos no Oceano Atlântico, além de destroços do Airbus A330 da Air France e bagagens. O assessor de imprensa da Força Aérea Brasileira (FAB), tenente-coronel Henry Munhoz, afirmou que ainda não há data para o encerramento das buscas. "Não existe uma previsão. As datas que foram apresentadas são relativas a suprimento".

 

Veja também:

lista Todas as notícias sobre o Voo 447

videoSubmarino francês no resgate à caixa-preta

video Vídeo: Operação de resgate

especialEspecial: Os desaparecidos do voo 447

especial Especial: Passo a passo do voo 447

mais imagens Galeria de fotos: buscas do Voo 447

mais imagens Galeria de fotos: buscas da FAB pelo Voo 447

mais imagens Galeria de fotos: homenagem às vítimas

blog Blog: histórias de quem quase embarcou

especialCronologia das tragédias da aviação brasileira

especialCronologia dos piores acidentes aéreos do mundo

 

Munhoz explicou que os comandantes das operações consideram suficientes as condições logísticas para a continuidade da operação. Eles conversaram nesta tarde, por telefone. Para sexta, 19, está programado um encontrou no Centro Integrado de Defesa Aérea e Controle de Tráfego Aéreo (Cindacta) III, no Recife, em Pernambuco.

 

À tarde, um avião C-130 Hércules transportou seis corpos de Fernando de Noronha para a capital pernambucana. Lá, eles serão submetidos a exames de identificação no Instituto Médico Legal (IML). Ao todo, 49 corpos já estão no prédio. O quinquagésimo encontrado continua armazenado no navio Gastão Mota, que está a caminhão do arquipélago.

 

A corveta Caboclo contém uma quantidade de destroços considerada "expressiva" pela Marinha e bagagens dos passageiros do voo 447. A embarcação deverá chegar ao porto de Recife na manhã de sexta, 19. No mesmo dia, os militares entregarão o material para os representantes da Comissão de Investigação francesa (BEA).

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.