Frente fria derruba temperaturas, mas ar ainda fica seco

Capital tem madrugada fria, com 7 graus, e máxima não deve passar dos 23 graus nesta terça

Josélia Pegorim, do Climatempo, e Milton F. da Rocha Filho, da Agência Estado,

28 Agosto 2007 | 08h37

A temperatura em São Paulo caiu nesta madrugada por causa de uma frente fria vinda do Sul do País. A máxima pode chegar a 23 graus nesta terça-feira, 28, quando a mínima prevista é de 14 graus. Na capital paulista, durante a madrugada a temperatura chegou a 13 graus em alguns pontos. Mas, frio mesmo, ocorreu em alguns municípios do Rio Grande do Sul e Santa Catarina. Em São Joaquim, BA serra de Santa Catarina, a temperatura chegou aos 2 graus negativos nesta madrugada. Estiagem deixa 42 municípios de PE em situação de emergência  Na cidade paulista de Campos do Jordão, na Serra da Mantiqueira, a temperatura chegou a 7 graus durante a madrugada. No começo da manhã, o tempo era encoberto, e a temperatura continuava em torno dos 7 graus. O tempo nublado encobriu o eclipse lunar que poderia ser observado durante o final da madrugada no Sudeste. No Rio Grande do Sul, os moradores de Porto Alegre observaram o eclipse, com a imagem da terra sendo projetada sobre a Lua.  Na quarta e na quinta-feira, o tempo segue chuvoso no litoral e volta a chover um pouco na capital. Na sexta-feira, 31, apenas o litoral deve ter chuva e a máxima não passa dos 24 graus em São Paulo, que tem mínima de 15 graus. Umidade do ar Brasília e Belo Horizonte entraram em estado de emergência na tarde de segunda-feira, por conta do ar seco demais. A umidade relativa chegou a 11% na região do aeroporto de Brasília e a 12% no aeroporto da Pampulha, na capital mineira.  São Paulo foi salva da secura por uma frente fria e continua recebendo muita umidade do mar. Na quarta-feira, Belo Horizonte fica só menos seca. Em Brasília, a situação pode piorar.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.