Google Street View/Reprodução
Google Street View/Reprodução

Frente fria pode ter matado morador de rua em Passo Fundo

Corpo foi encontrado sobre piso gelado, sem sinais de violência no RS; em SC, duas cidades registraram temperatura negativa

Luciano Nagel e Rafael Thomé, Especiais para o Estado

27 Abril 2016 | 12h09

FLORIANÓPOLIS E PORTO ALEGRE - A temperatura de 6ºC registrada na madrugada desta quarta-feira, 27, no município de Passo Fundo, na região norte do Rio Grande do Sul, pode ter sido a causa da morte um morador de rua. Segundo a Brigada Militar, o corpo do homem foi encontrado, por volta da 1 hora nas proximidades de um banheiro público localizado na Praça Marechal Floriano, centro da cidade.  

Vigilantes da praça foram os primeiros a ver o homem, que estava caído sobre o piso gelado e com as roupas molhadas.  A vítima não portava documento de identidade e não apresentava sinais de violência pelo corpo.

Paramédicos do Serviço de Atendimento Móvel e de Urgência (Samu) foram acionados para atender a ocorrência, mas, ao chegar, constataram que o rapaz já estava sem vida. A suspeita da polícia é de que o morador de rua, conhecido pela população da região, tenha morrido de hipotermia. 

O corpo da vítima foi encaminhado para o Departamento Médico Legal (DML) para a realização da necropsia, que deverá apontar a causa da morte. A madrugada desta quarta-feira foi a mais fria em todas as cidades do Rio Grande do Sul. A informação é da Somar Meteorologia. 

Além de Passo Fundo, a cidade de São José dos Ausentes, na região serrana chegou a marcar 1,3ºC em pleno outono. Para esta quinta-feira, 28, as temperaturas devem baixar ainda mais no estado gaúcho, podendo a chegar a -2ºC em algumas cidades da serra. 

Santa Catarina. O calor atípico do outono em Santa Catarina chegou ao fim e deu lugar às ondas de frio. Na madrugada desta quarta-feira, a temperatura despencou em boa parte do Estado e os termômetros registraram -1°C nos municípios serranos de Bom Jardim da Serra e Urubici. 

Com fortes rajadas de vento na região, a sensação térmica foi ainda menor e chegou perto de -13°, segundo medição da Centro de Informações e Recursos Ambientais e de Hidrometeorologia de Santa Catarina (Epagri/Ciram).

Em Urupema, a mínima registrada foi de 0,2°C. Com isso, o Morro das Torres, que fica a 1.750 metros de altitude, amanheceu coberto de gelo por causa da combinação de umidade, vento forte e temperaturas negativas.

A chegada abrupta do frio também pegou os moradores de Florianópolis de surpresa. Se nesta terça-feira, 26, os termômetros marcavam temperaturas perto da casa dos 30°C, na manhã desta quinta-feira, a medição indicava 11°C, com tempo nublado.

Possibilidade de neve. A onda de frio em Santa Catarina está apenas começando. Segundo previsão do Epagri/Ciram, as temperaturas devem ficar entre -6°C e -2°C na região serrana entre a madrugada e o amanhecer de quinta-feira, 28. Com isso, as áreas altas do Planalto Sul, como São Joaquim, Urubici, Urupema e Bom Jardim da Serra, têm chance de registrar neve.

O frio persiste, pelo menos, até o fim de semana, e a previsão é de que haja novas geadas no oeste e no Planalto Sul, e temperaturas perto de 0°C no Vale do Itajaí e em pontos isolados do litoral. Em Florianópolis, a previsão é de que os termômetros registram mínimas abaixo dos 10°C até sexta-feira, 29.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.