Frente fria traz mais temporal para São Paulo nesta quarta

Alagamentos intransitáveis, falta de energia elétrica e congestionamentos. Todos esses transtornos devem ocorrer novamente na tarde desta quarta-feira em São Paulo. Uma frente fria avança pelo litoral do Estado deixando o céu com muitas nuvens. Com o tempo abafado, quente e úmido com nuvens carregadas, os paulistanos devem esperar muita chuva mais uma vez.E, nos próximos dias o tempo muda pouco na Grande São Paulo. Até domingo, o sol aparece sempre entre muitas nuvens e as chuvas fortes devem ocorrer principalmente à tarde, de acordo com previsão da agência Climatempo. Segundo a meteorologista Josélia Pegorin da Climatempo, as nuvens carregadas que provocam a chuva são formadas pelo ar quente e úmido presente na maior parte do País nesta época do ano, quando ocorrem, com freqüência, os maiores temporais. "Estamos só no início da chuvarada. O verão começa no dia 21 dezembro e é a estação em que mais chove", afirma Josélia.São Paulo alagadaNa última segunda-feira o temporal atingiu toda a Grande São Paulo à tarde ou no início da noite por várias horas. Na cidade de São Paulo foram registrados 52 pontos de alagamento. Em Guarulhos, na Grande São Paulo, uma pessoa morreu depois que um muro desabou sobre quatro barracos da Favela São Rafael. Segundo o Centro de Gerenciamento de Emergências (CGE), na segunda choveu em média 41,3 milímetros na cidade - cada milímetro corresponde a um litro de água por metro quadrado. A previsão para dezembro inteiro é de 201 mm. Ou seja, em um dia já foram 20,5%. Balanço parcial da Defesa Civil, divulgado às 19 horas, indicou que o local mais afetado foi o Butantã, na zona oeste, com 127 mm. Ocorreram quatro quedas de muro na zona sul e moradias inundadas em duas favelas na zona norte.Em novembro, de acordo com a Defesa Civil, o volume médio de chuvas chegou a 217,5 mm - no mesmo período de 2005, choveu 78mm."São Paulo está preparada"Apesar de todos os transtornos causados pelos recentes temporais, Gilberto Kassab, prefeito de São Paulo, afirmou na terça-feira que São Paulo está preparada para enfrentar novas chuvas.Kassab explicou que a Prefeitura de São Paulo teve uma ação preventiva muito intensa, o que, segundo ele, evitou que os problemas das enchentes se agravassem ainda mais. O prefeito declarou, por outro lado, que a população poderia colaborar mais, evitando, por exemplo, jogar ou deixar lixo nas ruas antes da coleta.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.