Frentista atropelado pede indenização

O frentista Carlos Alaetes Pereira da Silva, atropelado em 11 de fevereiro pelo universitário Caio Meneghetti Fleury Lombard, em Ribeirão Preto, entrou na Justiça, anteontem, com pedido de indenização por danos morais e materiais. O advogado de Silva pede mil salários mínimos (R$ 415 mil) de indenização à família de Lombard. Recuperando-se dos graves ferimentos e queimaduras, Silva passou por quatro cirurgias e ainda não retornou ao trabalho.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.