Freqüentador de boate, no Rio, agora será fotografado

A Assembléia Legislativa do Rio aprovou hoje, por unanimidade, o projeto do deputado Paulo Melo, líder do PMDB, que obriga as boates e outras casas noturnas fotografar os documentos de seus freqüentadores. O proposta deveria ter sido votada na semana passada, mas seu próprio autor pediu para emendá-la, pois recebeu sugestões dos empresários do setor. Pelo projeto votado, cabe às próprias casas decidir quem pode entrar e quem será barrado e a polícia só terá acesso à lista dos freqüentadores na apuração de baderna ou brigas.PrisãoA 1º Câmara Criminal de Justiça do Rio cassou hoje o habeas corpus de Pedro Humberto Carneiro da Cunha Ladeia,de 24 anos, acusado de provocar uma briga no condomínio Summer Dream, na Barra da Tijuca, no início de abril. Osdesembargadores Paulo César Salomão e Nilton Azeredo da Silveira não aceitaram a alegação de seu advogado, Michel Assef, de que ele é réu primário. O terceiro desembargador, Cláudio Tavares, entendeu que ele deveria continuar em liberdade. Outros três acusados de se envolverem na briga que deixou feridos o DJ Ricardo Martins Ângelo e o filho dele, Miguel Martins Ângelo, estão em liberdade graças a uma liminar cujo mérito será votado na próxima terça-feira, 25 de maio.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.