Frio bate recordes em São Paulo e no Sul do País

A frente fria que avançou pelo País no final da semana passada baixou a temperatura em São Paulo em cerca de 20 graus, após uma semana em que os termômetros chegaram a 30,2 graus, a maior temperatura registrada no inverno desde 1943. A madrugada desta segunda-feira, 31, foi a segunda mais fria do ano. Embora alguns termômetros da capital tenham marcado 9 graus, a temperatura mínima registrada pelo Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) no Mirante de Santana, na zona norte de São Paulo, o ponto de referência para a cidade, foi de 10,4 graus, número mais baixo de julho. A menor temperatura deste inverno, 10,1 grau, foi registrada nos dias 28 e 29 de junho.A massa de ar frio também melhorou a umidade do ar, que na semana passada oscilou entre 20% e 30%, deixando o clima muito seco. Às 11 horas desta segunda-feira, 31, São Paulo registrou umidade de 87%. No domingo, 30, a cidade de São Paulo registrou a tarde mais fria do ano, com 14,9 graus. Há a previsão de que esse recorde seja batido nesta segunda. A instabilidade continua em São Paulo e a temperatura não deve passar dos 15 graus, com a mínima em torno dos 9 graus. A umidade do ar aumentou bastante, ficando em torno de 95%. Na terça-feira, a nebulosidade começa a diminuir e as temperaturas devem aumentar gradualmente durante o dia, ficando entre 10 e 21 graus, mas o frio continua nas próximas madrugadas, de acordo com a meteorologista Josélia Pegorin da Climatempo. Recorde de frio no SulA intensa massa polar que entrou no centro-sul do Brasil trouxe muito frio para toda a região sul do Brasil e vários recordes de temperatura durante esta madrugada foram registrados. Geadas de forte intensidade foram registradas em quase todo o Rio Grande do Sul, onde só não geou no litoral. Porto Alegre teve geada fraca e mínima de 3,3 graus, a menor do ano. Quase todas as regiões gaúchas tiveram a madrugada mais gelada do ano nesta segunda, com temperaturas mínimas perto ou abaixo de zero grau. Segundo o Inmet, a menor temperatura no Estado foi de 4,2 graus negativos em Bom Jesus, na serra gaúcha. Em Santa Catarina, a geada também foi forte nas áreas de planalto e serra.Praticamente todas as regiões catarinenses também tiveram a madrugada mais fria do ano. Em Florianópolis, a mínima foi de 5,9 graus, a menor do ano. A temperatura mais baixa, segundo o Inmet, ocorreu em São Joaquim, na serra catarinense, onde os termômetros marcaram 5 graus negativos ao amanhecer. Campo Grande A frente fria provocou muito frio também em Mato Grosso do Sul. Em Campo Grande foi registrada a menor temperatura do ano: 9 graus. O recorde anterior era de 9,6 no dia 3 de maio. A região de Ivinhema também bateu o recorde de frio do ano. A mínima foi de 6,3 graus.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.