Frio continua e madrugada deve ser a mais fria do ano em SP

Embora o céu permaneça ensolarado, a temperatura vai cair bastante em São Paulo nesta segunda-feira. Os termômetros não devem passar dos 20 graus e há a previsão de que na terça-feira, 22, a capital tenha a madrugada mais fria do ano, quando a temperatura mínima deve chegar aos 6 graus, de acordo com Alexandre Nascimento, meteorologista da agência Climatempo. Neste ano, a menor temperatura, 10,1 graus, foi registrada entre 28 e 29 de junho.A passagem de uma forte massa de ar polar associada à uma frente fria vinda do sul do País contribui para a queda da temperatura em São Paulo e para o risco de ressaca - a elevação das ondas do mar - no litoral paulista e do Rio de Janeiro, entre esta segunda, 21, e terça-feira, por conta da presença de um ciclone extratropical no oceano. "Mas, a massa de ar polar já começa a se afastar, empurrando o centro do ciclone para longe do litoral", afirma a meteorologista Neide Oliveira, do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet). Os ventos, que no domingo chegaram a 60 quilômetros por hora no litoral Sul do País devem cair já nesta segunda para 50km/h, velocidade ainda forte, porém considerada normal. O mar ainda fica agitado, mas o ciclone se afasta cada vez mais para alto-mar, de acordo com Neide. Mas, a partir da tarde de quarta-feira, 23, com o deslocamento da frente fria, a temperatura deve começar a aumentar, chegando aos 28 graus no fim dessa semana. Com a volta do calor, a umidade do ar também deve diminuir, repetindo o clima quente e seco registrado na maior parte dos dias neste inverno.Geada no SulA queda de temperatura, trazida por uma forte massa de ar polar muito frio, provocou geada generalizada na maior parte do interior da região Sul do País na madrugada desta segunda. Em São Joaquim, na serra catarinense, a cidade mais fria do País, a segunda-feira amanheceu com 4,6 graus negativos, de acordo com dados do Inmet. Em Bom Jesus, também em Santa Catarina, a mínima foi de 2 graus negativos, e em Passo Fundo e Encruzilhada do Sul, cidades do Rio Grande do Sul, foram registrados 0,5 e 0,4 negativo, respectivamente.Nas cidades catarinenses de Chapecó e Lages e nas gaúchas, São Luiz Gonzaga, Lagoa Vermelha, Uruguaiana, Santa Maria, Bagé e Ibirubá, geou de forma moderada. Geada fraca foi observada em Cambará do Sul, Santa Vitória do Palmar e Teutônia, no Rio Grande do Sul, em Campos Novos, em Santa Catarina e em Irati e Castro, cidades do Paraná.A formação de geadas muito fortes deve acontecer ainda na madrugada desta terça em toda a região Sul, exceto na parte litorânea. Na quarta-feira, ainda são previstas geadas fracas, de acordo com previsão da Climatempo.Matéria atualizada às 12h05

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.