Frio deixa mar agitado e veleiro vai parar na areia no Rio

A massa de ar polar que atingiu o litoral do Rio nesta terça-feira, 29, fez baixar a temperatura e deixou o mar agitado. Pousos e decolagens nos aeroportos Tom Jobim e Santos Dumont foram feitos com auxílio de instrumentos e a Ponte Aérea chegou a ser suspensa na parte da manhã. Na Praia da Reserva, um veleiro foi arrastado pela correnteza até a areia. Dois tripulantes foram resgatados. Ninguém se feriu.O veleiro Solution, de 36 pés (cerca de 12 metros), seguia de Angra dos Reis para o Iate Clube, quando apresentou problema no motor, que parou. O vento sul (do mar para a areia) colheu a embarcação. Os dois tripulantes não conseguiram controlar o veleiro, que foi arrastado pela ventania e acabou tombado na areia. Guido Souza Júnior e Rodrigo de Paula, ambos de 26 anos, foram socorridos por bombeiros.A Defesa Civil do Município registrou 51 ocorrências até o fim da tarde, a maior parte das queixas referia-se a imóveis com rachaduras e infiltrações. Em Pilares, na zona norte, houve o desabamento parcial do telhado de uma casa. O imóvel já estava interditado e não houve feridos. A chuva deixou o trânsito confuso e provocou acidentes durante a manhã. Dois ônibus bateram na Avenida Brasil, próximo ao Caju, na pista sentido zona oeste. Quatro pessoas ficaram feridas e foram levadas para o Hospital Souza Aguiar. Na Linha Vermelha, três carros se envolveram num engavetamento, sem deixar feridos.No Mirante do Pasmado, em Botafogo, Zona Sul, galhos de uma árvore caíram na estrada que dá acesso ao Parque Yitzhak Rabin. Parte da cobertura de um quiosque foi levada pelo vento. Na Auto-Estrada Grajaú-Jacarepaguá, uma árvore caiu no meio da pista sentido Grajaú, próximo ao Hospital Cardoso Fontes, em Jacarepaguá, na Zona Oeste.O aeroporto Santos Dumont, por onde circulam os vôos da Ponte Aérea Rio-São Paulo, ficou fechado para pousos e decolagens ontem por 35 minutos, das 10h45 às 11h15. Desde o início do dia, as operações já estavam sendo feitas com auxílio de instrumentos, uma vez que a visibilidade era péssima. Um vôo da Gol, que partiu de Congonhas, aterrissou no Aeroporto Internacional Tom Jobim, que funcionou normalmente durante todo o dia (por instrumentos).De acordo com a meteorologista Marlene Leal, do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet-Rio), a frente fria chegou no Rio na madrugada de segunda-feira, deixando o tempo nublado. Mas somente na madrugada desta terça a massa polar alcançou o litoral, provocando chuva e queda de temperatura - a mínima foi de 16,6 graus (Jardim Botânico, zona sul) e a máxima de 23 (Praça Mauá, região central). "A frente fria já se desloca para o Espírito Santo e sul da Bahia e teremos período de melhora para quinta e sexta-feira. Mas nova frente fria chega sábado", disse a meteorologista.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.