Fruet escolhe o PDT de olho na disputa à Prefeitura de Curitiba

Ex-deputado tucano anuncia hoje ida a novo partido; nos últimos dias, ele também conversou com líderes do PV

EVANDRO FADEL / CURITIBA, O Estado de S.Paulo

28 Setembro 2011 | 03h01

O ex-deputado Gustavo Fruet anuncia hoje sua nova filiação partidária, o PDT, pelo qual pretende disputar a Prefeitura de Curitiba na eleição do próximo ano. Nos últimos dias, o ex-tucano conversou apenas com PDT e PV. "Não tenho a menor dúvida de que ele virá para o PDT", afirmou o presidente municipal da legenda, Jorge Bernardi, que também assumiu a tarefa de divulgar o evento. "Pelo comportamento dele tudo indica que não será o PV", disse o vice-presidente estadual da legenda, deputado estadual Rasca Rodrigues.

Fruet manteve o telefone celular desligado durante a tarde de ontem e, em seu escritório, a informação era de que havia saído. Em sua página na internet foram colocados filmes curtos chamando para o ato de hoje às 15 horas, em frente ao prédio da Universidade Federal do Paraná - onde Fruet estudou e começou a trajetória política como líder estudantil. Ele deixou em julho o PSDB, ao qual estava filiado desde 2004. Antes de se restringir ao PDT e PV, ele conversou com várias legendas.

Sigla. O PDT é presidido no Paraná pelo ex-senador Osmar Dias, hoje vice-presidente de agronegócios do Banco do Brasil. O presidente municipal da legenda não escondeu o entusiasmo. "Já estamos organizando a filiação", afirmou Bernardi. Ela deve ocorrer até 7 de outubro, prazo limite para quem quer disputar as eleições de 2012. O PDT já trabalha para compor alianças. Entre os partidos citados por Bernardi estão o PC do B, o PV e o PT, que ainda discute se lançará candidato próprio.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.