Frustrada fuga em massa na cadeia de Caraguatatuba

Um túnel de aproximadamente 3 metros de cumprimento foi descoberto ontem à noite pela Polícia Militar na cadeia pública de Caraguatatuba. Um policial fazia a segurança externa no estacionamento da PM, que fica ao lado da cadeia, quando ouviu um barulho estranho no solo e acionou a carceragem. Os carcereiros Cláudio Monteiro e Luiz Antonio Ribeiro entraram nas celas para ver o que estava acontecendo e foram mantidos reféns. Neste momento, por volta das 23h00, os detentos iniciaram um motim. Exigiram que as oito celas fossem abertas e saíram todos para o pátio.A cadeia tem capacidade para 48 detentos, mas atualmente está com 141. Os delegados Arlete Maria de Carvalho Neves e Fábio Joaquim foram chamados para liderar as negociações. Depois de duas horas e meia, a situação foi controlada. "Eles ficaram revoltados porque a fuga foi frustrada. Durante a conversa pediram revisão dos benefícios e melhorias nas condições da cadeia", confirmou a delegada.A cela sete, onde estava o túnel, foi interditada. Os detentos foram acomodados nas outras celas. Nesta manhã, o buraco foi concretado mas a cela continua interditada por questões de segurança. Segundo a polícia, nenhum preso conseguiu fugir.

Agencia Estado,

08 de abril de 2001 | 17h40

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.