Fugitivo da Febem reclama por ir para presídio

O menor Weberson de Paula Lima, o Edinho, um dos chefes da fuga de 118 infratores da Febem de Franco da Rocha no dia 12 e recapturado nesta sexta-feira, reclamou ao saber que iria para o Centro de Detenção do Belém. ?Eu não tenho que ir para nenhum presídio. Tenho que ficar na Febem. Sou primário. Quando pratiquei os crimes eu era menor?, disse.A polícia informou que ele foi preso no Guarujá, litoral paulista, quando esperava um amigo de seu irmão, o seqüestrador Vanderson de Paula Lima, o Andinho, que o levaria de carro para a capital. ?Nós o estávamos vigiando e pretendíamos pegá-lo junto com quem daria a carona. Como a sujeito não apareceu, decidimos pela prisão?, disse o delegado Sérgio Guarda. Ele informou que a localização de Edinho foi possível graças a informações anônimas.Internado na Febem desde os 16 anos, por uma dezena de assaltos praticados a partir dos 14 anos, Edinho disse que a fuga de Franco da Rocha na companhia de Eduardo José de Araújo Lima, o Baianinho, e Fábio Paulino, o Batoré, estava planejada havia algum tempo. ?A gente só estava esperando a oportunidade porque soubemos que iriam nos transferir para uma cadeia.?

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.