Funcionária de shopping diz ter sido filmada por celular no banheiro

Uma jovem de 18 anos disse ontem ter sido vítima de invasão de privacidade no banheiro feminino do Shopping Iguatemi, no Itaim-Bibi, na zona sul. Com um celular, um rapaz teria fotografado ou filmado a garota enquanto ela usava uma das cabines do local. Segundo a Polícia Civil, o acusado fugiu. O delegado titular do 15º Distrito Policial, Antonio Carlos Menezes Barbosa, afirmou que o caso foi registrado como importunação ofensiva ao pudor - um crime de menor poder ofensivo, que tem pena de multa. "Amanhã (hoje), vamos instaurar o inquérito", disse Barbosa.A jovem trabalha como caixa numa loja do shopping. Ela contou aos policiais que às 11h30 foi até o banheiro do terceiro piso. "Não vi ninguém me seguindo ou estranho", disse a garota, que pediu para não ter o nome divulgado. Depois, contou que entrou num dos boxes e que percebeu um vulto passando por cima de sua cabeça. Ela olhou para cima e viu a "metade do corpo de um rapaz", que segurava um celular nas mãos."Eu comecei a gritar, pedi socorro. Joguei os cabelos na frente do rosto, mas ele não parava de gravar ou fotografar", disse a moça. Instantes depois, percebeu que o rapaz havia descido e saído do banheiro. Ele não foi localizado. Ela saiu e foi até a loja em que trabalha pedir ajuda. Depois, procurou a segurança e, no meio da tarde, a polícia. Em nota, a Assessoria de Imprensa do Shopping Iguatemi informou que está colaborando com as investigações da polícia. Segundo a assessoria, numa análise preliminar, as imagens registradas pelo sistema de segurança indicam "inconsistências" entre a versão da jovem e as imagens captadas. As imagens revelariam que o rapaz entrou no banheiro um minuto antes da jovem. Na sequência da gravação, o rapaz sai andando tranquilamente. Um minuto depois, a caixa sai também normalmente, sem correr ou gritar. Diz ainda a nota: "O shopping lamenta ainda que a funcionária tenha informado a suposta ocorrência apenas 22 minutos após deixar o local, em vez de acionar a equipe de segurança que atua em todos os corredores do shopping ou informar seus superiores imediatos."

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.