Funcionário da Assembléia do RJ preso por tráfico

Funcionário da Assembléia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj), Anco Marcio Arruda Ferreira, de 27 anos, foi preso nesta tarde, acusado de tráfico de drogas. Junto com Bruno Giffone Colonia, de 23 anos, ele teria instalado uma boca-de-fumo em um apartamento alugado em Botafogo (zona sul). No local, foram encontrados 200 gramas de haxixe, um quilo de maconha, um frasco de lança-perfume, uma pistola de ar comprimido e um caderno com a contabilidade do tráfico.Policiais do 2º Batalhão da PM (Botafogo) e da 14ª Delegacia Policial (Leblon) chegaram ao apartamento na Rua Voluntários da Pátria graças a denúncia anônima. Quem abriu a porta foi Colonia, que estava sozinho. A polícia vasculhou o local e encontrou as drogas. O criminoso foi preso, mas alegou, segundo a polícia, que não poderia sair de casa sem a presença do dono do apartamento. Então, ligou para Ferreira, que chegou ao edifício 15 minutos depois, em um Santana preto com placa da Alerj.Segundo a assessoria da Alerj, Ferreira é motorista e trabalha no gabinete do deputado José Nader Filho, do PTB. Procurado pelo Estado, o parlamentar não foi localizado para comentar o caso. Colonia e Ferreira serão autuados por tráfico de drogas e podem ser condenados a pena de 3 a 15 anos de prisão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.