Funcionário morre esmagado por elevador no Rio

Silvio José Bezerra, 48 anos, morreu neste domingo esmagado entre o elevador do plano inclinado do Outeiro da Glória e uma das paredes da estação. O acidente aconteceu por volta das 13h00, quando Bezerra, que era supervisor do serviço, conduzia um dos elevadores.A versão inicial é de que o supervisor estaria conduzindo o elevador enquanto o ascensorista do veículo estava lanchando. Um funcionário que pediu para não ser identificado acha que pode ter havido uma pane no elevador e que Bezerra tentou sair. Neste momento, o elevador teria voltado a se movimentar, imprensando o supervisor.O mesmo funcionário comentou que a legislação determina que, em caso de pane, as pessoas fiquem dentro do elevador até que sejam retiradas pelo Corpo de Bombeiros ou pela empresa de manutenção do equipamento.O elevador da prefeitura é operado pela firma Fatta. O advogado da empresa, Vitor Cardoso, comentou que iria aguardar o laudo pericial para se manifestar. Até o fim da tarde, o corpo de Bezerra permanecia no local, aguardando a retirada pelos bombeiros.O elevador da Glória funciona aos domingos até 14h00, pouco depois da última missa. Serve, basicamente, para transportar as pessoas da Rua do Russel até o alto do morro, onde fica aIgreja de Nossa Senhora da Glória do Outeiro.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.