Funcionário morre intoxicado em obra da Petrobras

Um operário morreu e outro foi socorrido com início de asfixia na noite de quarta-feira, 27, em uma obra da Petrobrás, em Igaratá, no interior do Estado de São Paulo. O acidente aconteceu por volta das 21h30 no gasoduto em construção entre Campinas e Rio de Janeiro. O local do acidente fica a 30 quilômetros do centro de Igaratá e faz divisa com Jacareí, no Vale do Paraíba.Os dois funcionários de uma empresa que presta serviços para a refinaria trabalhavam na limpeza de uma tubulação, quando foram intoxicados por resíduos de nitrogênio. Eles caminharam por quatro metros dentro do duto. Os dois conseguiram deixar o local, mas um deles, Rosevaldo Bezerra de Oliveira acabou morrendo.O outro funcionário Marcos André da Silva sofreu convulsões e foi socorrido a tempo por bombeiros de Jacareí. Ele permanece internado na Santa Casa de Jacareí, mas segundo a assessoria de imprensa do hospital, a família não autorizou informações sobre o estado de saúde. Segundo relatos de outros funcionários que trabalhavam próximo ao local do acidente, a tubulação havia passado por um processo chamado de "inertização", procedimento que usa nitrogênio para proteger o duto da oxidação e evitar incêndios e explosões no transporte do gás, isolando todo o oxigênio do local.Nota oficialA Petrobrás, por meio da assessoria de imprensa, informou que as causas do acidente estão sendo investigadas. A empresa também lamentou o acidente. " Lamentavelmente o acidente ocorreu durante início de processo de limpeza da tubulação do gasoduto, que é feita de um instrumento denominado Pig Espuma.e que provocou a morte por asfixia do empregado da empreiteira Azevedo e Travassos, Rosevaldo Bezerra de Oliveira. Outro empregado da mesma empresa está internado na Santa Casa de Misericórdia de Jacareí, com sinais vitais estáveis. Todos os esforços estão sendo empregados para apurar com rigor as causas do acidente", informou a nota oficial. (Matéria atualizada às 15h58 para acréscimo de informações)

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.