Funcionários da CPTM decidem parar por 24 horas

Os funcionários da Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM) decidiram realizar uma paralisação de 24 horas, a partir da zero hora desta quarta-feira, 1. Cerca de 900 mil pessoas poderão ser prejudicadas. Entre as seis linhas do sistema, apenas duas devem funcionar - a A, que sai de Jundiaí, no interior, e a D, de Rio Grande da Serra, na região do ABC. Quem vem das regiões Leste, Sul e Oeste da Grande São Paulo deverá procurar outro alternativa de transporte.De acordo com o Sindicato dos Ferroviários, a decisão foi tomada em assembléia no fim da tarde desta terça. Os funcionários alegam que não receberam o aumento salarial de 4,142% determinado pelo Tribunal Regional do Trabalho (TRT). Ainda segundo o sindicato, os trens devem voltar a circular normalmente na quinta-feira, 2. A CPTM não havia se manifestado sobre a paralisação até as 20 horas. Os demais órgãos de transporte informaram que precisam de um pedido oficial para acionar o Plano de Assistência a Empresas em Situação de Emergência (Paese).

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.