Funcionários da CPTM podem entrar em greve nesta terça

Os funcionários da Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM) poderão paralisar as atividades a partir da zero hora desta terça-feira, 17, segundo informações do presidente do Sindicato dos Ferroviários de São Paulo, Eluiz Alves de Matos. Os trabalhadores reivindicam abono de R$ 2 mil, ticket refeição no valor de R$ 16 e 10% de aumento salarial. Mais de 1,4 milhão de pessoas utilizam os trens da CPTM em dias úteis. A categoria havia decidido em assembléia no dia 5 de outubro entrar em greve a partir desta terça, mas uma liminar da CPTM obrigou o Tribunal Regional do Trabalho (TRT) da 2ª região, a marcar uma reunião conciliatória na tarde desta segunda-feira.Em liminar concedida na última quarta-feira, 10, o presidente do TRT-SP, juiz Antônio José Teixeira Carvalho, determinou a manutenção integral da frota de trens da CPTM para o atendimento, com efetivo de 100% dos serviços no horário de pico, das 4 às 9 horas e das 16 às 20 horas, e de 70% nos demais horários, inclusive o pessoal das estações e manutenção. De acordo com o presidente do sindicato, acontecerá uma assembléia entre os funcionários nesta segunda, a partir das 17 horas para que sejam discutidas as propostas feitas pela CPTM.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.