Funcionários da Febem entram em greve

Os funcionários da Febem decidiram entrar em greve a partir das 0h desta terça-feira em protesto contra a falta de segurança no trabalho. A paralisação ? decidida hoje em assembléia ? atinge todas as unidades, inclusive o complexo Franco da Rocha, onde há duas semanas um monitor foi morto durante uma rebelião.O Tribunal Regional do Trabalho (TRT) determinou hoje que o Sindicato dos Trabalhadores e Entidades de Assistência ao Menor e à Família do Estado de São Paulo (Sitraemfa) garanta a presença de 80% dos funcionários em Franco da Rocha e em outras dez unidades perigosas e de 50% no resto do sistema. O sindicato prometeu cumprir a determinação. O TRT também pediu a presença de policiais dentro das unidades para garantir a segurança e marcou uma audiência para esta terça-feira com o secretário estadual da Educação, Gabriel Chalita, o presidente da Febem, Paulo Sérgio de Oliveira e Costa, e o presidente do Sitraemfa, Antonio Gilberto da Silva.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.