Funcionários do consulado vão a loja atingida por bomba

Dois funcionários do Consulado Geral dos Estados Unidos deixaram por volta das 9h30 a loja do McDonald?s que foi atingida por uma bomba na madrugada de hoje. Eles se recusaram a dar entrevistas, mas disseram a representantes da rede de lanchonetes que estavam no local não apenas porque o McDonald?s é uma multinacional norte-americana, mas porque têm interesse em qualquer ação violenta que aconteça na cidade.

Agencia Estado,

18 de outubro de 2001 | 09h38

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.