Funcionários do Metrô de BH estão em greve por tempo indeterminado

Paralisação afeta 220 mil pessoas e é total, de acordo com o sindicado

Gheisa Lessa, estadão.com.br

14 Maio 2012 | 11h47

São Paulo, 14 - O Sindicato dos Empregados em Empresas de Transporte Metroviários e Conexos de Minas Gerais (Sindimetro-MG) entrou em greve por tempo indeterminado a partir desta segunda-feira, 14. Cerca de 220 mil usuários do transporte público foram afetados.

Segundo informações do Sindimetro do Estado, a paralisação total acontece porque na última reunião entre a Companhia Brasileira de Trens Urbanos (CBTU) e o Sindicato, realizada entre os dias 7 e 8 de maio, a empresa teria anunciado que o reajuste salarial para o ano de 2012 seria de 0%.

Ainda segundo a assessoria do Sindicato dos Metroviários, a decisão foi acompanhada de um depoimento, registrado na Ata da reunião, de que a CBTU estaria disposta a lidar com até 30 dias de greve por conta do não reajuste dos salários.

Procurada pelo estadão.com.br a Companhia Brasileira de Trens Urbanos afirmou, por meio de sua assessoria, que aguarda um posicionamento da presidência da empresa e que ainda não tem posição sobre o caso.

A greve dos metroviários em Belo Horizonte acontece por tempo indeterminado e a paralisação é total, segundo o Sindimetro. Uma assembleia está marcada para acontecer às 15h desta segunda.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.