Funcionários do Metrô fazem passeata contra demissões

Cerca de 300 metroviários fizeram uma passeata pela região central de São Paulo na manhã desta sexta-feira, 27, em protesto contra a demissão de cinco funcionários acusados pelo Metrô de sabotagem pela paralisação realizada na manhã de segunda-feira, 23.O grupo saiu da Praça da Sé e seguiu para a sede da Secretaria Estadual dos Transportes, na Rua Boa Vista, 175. Na segunda, motoristas e cobradores de ônibus e os metroviários atrasaram o início das operações em quase duas horas. A paralisação foi uma manifestação foi contra uma possível derrubada no Congresso Nacional do veto do presidente Lula à Emenda 3.De acordo com o Metrô, os funcionários demitidos teriam praticado atos de sabotagem, como o desligamento de energia. Na manifestação desta sexta, a maioria dos manifestantes usava roupas do Metrô, alguns levavam apitos e outros estavam em cima de um carro de som. A Companhia de Engenharia de Tráfego (CET) não informou sobre lentidão na área por conta da manifestação.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.