Funcionários paralisam obras de condomínio de luxo em SP

As obras de um dos maiores empreendimentos imobiliários de São Paulo estão paralisadas desde esta terça-feira, quando cerca de 500 funcionários que trabalhavam na construção do condomínio de luxo Praça Villa Lobos, na Avenida das Nações Unidas, deixaram o local em protesto pelo não cumprimento de obrigações trabalhistas. A movimentação começou às 8h, quando cerca de 60 trabalhadores fecharam uma das três faixas de rolamento da pista local da marginal do Pinheiros, próximo à ponte do Jaguaré. O protesto durou cerca de uma hora. Em seguida, os funcionários abandonaram o trabalho nas nove torres de 25 pavimentos que formam o empreendimento da construtora Hochtief do Brasil. Segundo o Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias da Construção Civil de São Paulo (Sintracon-SP), o número de empregados na obra é de 800. De acordo com o sindicato, a empresa que fornece mão-de-obra para a Hochtief não pagou o décimo terceiro salário referente a 2006, além de verbas referente a férias dos funcionários. "Eles só voltam ao trabalho quando acertarem essas pendências", afirmou o presidente da Sintracon-SP, Antônio de Sousa Ramalho. Ele disse ainda que representantes das duas empresas estão em contato com o sindicato, mas não há previsão para solução do impasse. Os funcionários prometem montar barracas em frente às obras a partir desta quarta. A Assessoria de Imprensa da Hochtief do Brasil confirmou a paralisação total dos funcionários e disse que está verificando o ocorrido. "A Hochtief garante os direitos dos trabalhadores, seguindo rigorosamente a política da empresa", informou, em nota oficial. A empresa é uma das 30 maiores construtoras do País, responsável por obras como o World Trade Center paulistano e a sede da rede Globo da capital. Além do Condomínio Praça Villas Boas - de alto padrão, com apartamentos de até 433 metros quadrados e praça exclusiva de 13 mil metros quadrados - , possui outros empreendimentos em construção, como os shoppings Cidade Jardim e Metrô Tatuapé 2.

Agencia Estado,

13 Fevereiro 2007 | 22h09

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.