Fundação Casa terá que reintegrar 1,7 mil funcionários

O Supremo Tribunal Federal (STF) decidiu nesta quinta-feira, 8, que 1.751 funcionários da Fundação Casa, antiga Fundação Estadual do Bem-Estar do Menor (Febem) de São Paulo, deverão ser reintegrados pela entidade. No dia 17 de fevereiro de 2005, o então presidente da Febem, Alexandre de Morais, demitiu os servidores, alegando que o cargos que eles ocupavam seria extinto. Porém, o sindicato da categoria comprovou que esse fato acabou não acontecendo. Desde então, os funcionários realizaram diversas manifestações e greves de fome para reivindicar a recuperação de seus cargos. Nesta quinta, os juízes do STF decidiram pela reintegração dos trabalhadores.

Agencia Estado,

08 Fevereiro 2007 | 13h57

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.