Fundador do PCC é assassinado em pátio de presídio

O preso Mizael Aparecido da Silva, de 41 anos de idade e apontado como um dos fundadores do Primeiro Comando da Capital (PCC), foi assassinado hoje na Penitenciária Maurício Henrique Guimarães Pereira, em Presidente Venceslau, interior do Estado. O crime ocorreu no pátio de recreação, por volta das 8h20. Ricardo Lúcio, de 28 anos de idade e conhecido como Gordo, assumiu a autoria do crime, mas até agora não se sabe o motivo.Há indícios de que poderia ser mais um episódio de confronto de facções criminosas, na disputa do comando interno nos presídios e coordenação de ações externas. Miza, como era conhecido, estava condenado a 243 anos, 1 mês e 7 dias de prisão, pela prática dos mais diversos crimes. Contra ele havia processos desde 1979, quando atingiu a maioridade. Era membro assumido do PCC.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.