Funk, Caetano e Ivete animam o carnaval em Salvador

Na noite de domingo, 18, os foliões do carnaval baiano que estavam no Circuito Dodô (Barra-Ondina), em Salvador, acompanharam a estréia de um trio elétrico exclusivamente de funk. Comandado pelos MCs Marcinho, Leozinho e Buchecha, o Bloco Skol - excepcionalmente aberto ao público - agradou ao colocar as fãs de axé para dançar à moda das "tchutchucas" e "cachorras" cariocas. "Nosso funk é alegre, dançante, como a música baiana. Acho que vem daí a empatia", justificou Buchecha. "A gente veio pôr o povo para dançar e conseguiu. Estou muito feliz." MC Leozinho chegou a fazer uma música especialmente para a participação no trio, chamada Só falta você aqui, na qual fala especificamente sobre a folia em Salvador. "O mais legal é que nossa apresentação fluiu naturalmente, mesmo sendo totalmente no improviso, o que comprova que estamos supersintonizados um com o outro", comemorou. "Foi difícil deixar o Rio de Janeiro em pleno carnaval, mas o maior prazer que temos é levar o movimento funk para o Brasil todo." O sucesso do bloco pode ser medido pela animação do público mesmo depois de os foliões terem acompanhado um dos momentos mais aguardados do carnaval 2007 de Salvador: a volta de Caetano Veloso ao comando de um trio elétrico. O cantor e compositor esteve à frente do trio independente (que não cobra ingresso dos foliões) Ó Paí, Ó, no Circuito Dodô (Barra-Ondina). A apresentação fez parte de uma estratégia de marketing para o lançamento do filme homônimo, dirigido por Monique Gardemberg e produzido por Flora Gil - mulher do ministro da Cultura, Gilberto Gil. Caetano contou com as presenças do cantor e compositor Jauperi - parceiro na canção que leva o mesmo nome tanto do trio quanto do filme -, do cantor Zezé di Camargo, da cantora Emanuelle Araújo (ex-líder da Banda Eva), do músico Davi Moraes e dos atores Wagner Moura e Lázaro Ramos. Ramos, aliás, cantou com o comandante o hit Vem meu Amor, sucesso na voz de Ivete Sangalo. Michael Jackson Durante a tarde, no Circuito Dodô, quem brilhou, mais uma vez, foi Ivete Sangalo. Pouco antes do início do carnaval, a cantora havia anunciado que receberia, no Bloco Coruja, uma "importante atração internacional" - de acordo com ela, a condição que o artista impôs para participar do desfile foi não ter o nome revelado. Dias depois, porém, a cantora fez novo anúncio, desta vez para dizer que a atração não poderia mais vir, por incompatibilidade de agendas. No domingo, afinal, o Coruja - um dos mais concorridos da folia baiana - estreou no Circuito Osmar (Campo Grande). Ivete apareceu mais uma vez de maiô branco, sob a chuva que insiste em cair na capital baiana desde o início do carnaval. E na falta da atração internacional, a cantora convocou Rodrigo Teaser, cover de Michael Jackson, para animar os foliões. "Eu convidei uma cantora, mas como ela não pôde chegar em tempo, trouxe o Michael", disse, bem-humorada. Juntos, Ivete e Teaser cantaram Thriller e Billie Jean, sucessos do artista norte-americano. "Meu filho, agora vá curtir o carnaval", recomendou a cantora ao convidado, quando a apresentação do artista terminou. Pouco depois, a banda Chiclete com Banana empolgava milhares de foliões do bloco Camaleão quando houve um princípio de incêndio no trio elétrico. A fumaça que saiu do carro principal do bloco assustou o público, mas não houve maiores problemas - tirando o fato de o trio ter ficado em silêncio por 15 minutos. O incidente foi contornado e a banda voltou a fazer sua apresentação, para alegria dos chicleteiros - como são chamados os fãs. As primeiras informações, não confirmadas até a noite de domingo, davam conta que o fogo tinha começado com a queima de um dos geradores do trio.

Agencia Estado,

19 Fevereiro 2007 | 00h30

Mais conteúdo sobre:
carnaval carnaval 2007

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.