Gaeco vai investigar crime no Morro do Boi

O Ministério Público do Paraná anunciou ontem que o Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco) entrará nas investigações do crime ocorrido no Morro do Boi, em Matinhos, no litoral do Paraná, em 31 de janeiro, quando foi morto o estudante Osíris Del Corso e ferida sua namorada, M.P.L., com um tiro na coluna e outro na perna. Apesar de o Gaeco ter foco no crime organizado e no controle externo da atividade policial, a experiência em investigações do grupo pode ajudar no caso. Desde fevereiro está preso o auxiliar de serviços gerais Juarez Ferreira Pinto, apontado pela vítima como o criminoso. Ele figura como réu no processo. Na semana passada, foi preso o ex-vigia Paulo Delci Unfried, que confessou os crimes, mas M. reafirmou que Juarez é o culpado. A Justiça negou pedido de revogação da prisão de Juarez.

Evandro Fadel, CURITIBA, O Estadao de S.Paulo

03 Julho 2009 | 00h00

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.