Gang faz 50 reféns num prédio, dois candidatos a prefeito

Uma quadrilha formada por 15 homens fortemente armados invadiu um prédio de apartamentos de luxo, no Centro de Campo Limpo Paulista e fez 50 pessoas como reféns no salão de festas, enquanto que parte dos bandidos revistava e recolhia os objetos de valores dos apartamentos de advogados, médicos e empresários da cidade. Os marginais ficaram no prédio do Grand Village, na Avenida dos Ferroviários, por quatro horas e causaram mais de R$ 200 mil em prejuízos para as vítimas.De acordo com o delegado Walter Mendonça, um homem chegou na portaria com uma caixa dos Correios e uniforme da empresa, para fazer uma suposta entrega. Quando o recepcionista abriu o portão, a quadrilha entrou e foi batendo de porta em porta, mandando todas as famílias para o salão de festas.Dois dos pré-candidatos à Prefeitura da cidade também tiveram de ceder os apartamentos para o ?arrastão?, o médico ArmandoHashimoto (PSDB) e Ubiratan Velasco, o Tan, do (PSC). Para Mendonça, o crime foi ?direcionado? e há pistas dos assaltantes, que usavam uniformes da Polícia Federal e fugiram com três carros dos moradores.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.