Garcia diz que "derrota parece ter subido à cabeça de FHC"

O coordenador da campanha do presidente Luiz Inácio Lula da Silva à reeleição, Marco Aurélio Garcia, rebateu no início da noite desta segunda-feira as declarações do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso, de que o PT se utiliza de uma "técnica nazista" na atual campanha presidencial. Por meio de sua assessoria de imprensa, Garcia disse que "a derrota parece haver subido à cabeça" de FHC. "Diante da iminência do fracasso da campanha dos tucanos, FHC perdeu a compostura que a função de ex-presidente supõe", afirmou Garcia, que ocupa interinamente a presidência do PT.Ao tratar mais uma vez do tema das privatizações, Garcia lembrou as declarações do ex-presidente pedindo que esquecessem o que escreveu no passado. O petista afirmou que, agora, FHC parece querer que esqueçam também o que ele fez. "O programa de privatização não é uma invenção nossa. Ele faz parte do DNA dos tucanos", afirmou o coordenador da campanha de Lula. Segundo ele, assim que foi indicado para disputar a Presidência pelo PSDB, o ex-governador paulista Geraldo Alckmin "declarou que uma de suas três prioridades seria a retomada das privatizações".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.