Garimpeiro é preso com 305 pedras de diamante

A Polícia Rodoviária de Presidente Prudente, no Oeste do Estado de São Paulo, apreendeu 305 gramas de pedras diamantes dentro de um ônibus que fazia a linha Cuiabá - São Paulo. O garimpeiro Hermes Rosa de Moraes, 33 anos, trazia as pedras num estojo escondido na cueca. Durante a fiscalização, feita na terça-feira, 04, na base da Polícia Rodoviária, na Rodovia Raposo Tavares, o garimpeiro ficou nervoso, chamando atenção dos policiais que suspeitaram de tráfico de drogas. Retirado do ônibus e levado ao banheiro, Moraes entregou o estojo com 8 saquinhos cheios de diamantes, totalizando 305 gramas.No seu depoimento à Polícia Federal (PF), Moraes disse ter embarcado em Cuiabá, no Mato Grosso, onde mora e teria comprado uma parte dos diamantes. A outra parte, ele mesmo teria garimpado numa mina de extração em Mato Grosso. Moraes não disse onde era a mina e quanto pagou pelas pedras, mas confessou que pretendia vendê-las no Rio e em São Paulo por cerca de US$ 100 mil. A PF remeteu as pedras para a Caixa Econômica Federal (CEF), que vai avaliar a qualidades delas e o valor de mercado. Numa avaliação preliminar, as pedras custariam cerca de US$ 150 mil. Apesar da apreensão, Moraes foi libertado ao pagar fiança de R$ 500,00, mas vai responder criminalmente por não possuir autorização para explorar e comercializar matéria-prima pertencente à União.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.