Garota assiste família vítima de acidente ser enterrada em PE

Menina de 8 anos foi a única que sobreviveu ao acidente em MG que matou seus pais e irmã, na terça-feira

Angela Lacerda, O Estado de S.Paulo

18 de julho de 2008 | 16h39

Única sobrevivente do acidente que vitimou seus pais e sua irmã, na terça-feira, na BR-050, em Uberlândia (MG), Hamanda Brás Pereira, de 8 anos, acompanhou o enterro da sua família na manhã desta sexta-feira, 18, em Santa Cruz da Baixa Verde, no sertão pernambucano, onde mora. Com semblante triste, a menina permaneceu silenciosa. A tragédia comoveu a cidade, que parou para acompanhar o enterro. O comércio fechou e as escolas não funcionaram.  Os corpos do motorista de caminhão Hermes Delfino Pereira, de 33 anos, Janaína Brás Lima Pereira, de 30, e Maíza Brás Pereira, de 4, chegaram na noite de quinta-feira, 17, à cidade de cerca de 12 mil habitantes, a 445 quilômetros do Recife. Hamanda será criada pelos avós maternos. Durante o resgate, ela foi encontrada sob o corpo do pai, que a protegeu, e chegou a tranqüilizar os bombeiros dizendo que estava bem. A família aproveitava as férias acompanhando Hermes, no caminhão, em viagem de trabalho. Ele perdeu a direção e o caminhou capotou. O prefeito de Santa Cruz da Baixa Verde, Francisco Gomes da Silva, decretou luto oficial de três dias.

Tudo o que sabemos sobre:
UberlândiaBR-050acidenteRecife

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.