Garota cai em poço de 21 metros e sobrevive

A estudante Alessandra da Silva Mota, de 23 anos, caiu em um poço com 21 metros de profundidade, ontem à tarde, no distrito de São João Novo, em São Roque, na região de Sorocaba, e sobreviveu. O poço, cuja profundidade eqüivale à altura de um prédio com sete andares, não tinha água. Ela foi resgatada uma hora depois consciente e quase ilesa. Alessandra teve três costelas quebradas e sofreu escoriações na testa e nos cotovelos. A estudante permanecia em observação, ontem, em um pronto-socorro da cidade. O poço domiciliar tinha sido desativado pelo dono do imóvel, Edson Pinto, cunhado de Alessandra. A boca estava coberta com uma laje, mas as chuvas solaparam a base de sustentação da tampa. A jovem estendia roupas e pisou na borda da laje, que cedeu. Ela despencou, mas a laje ficou presa na parte de cima do poço. Os próprios familiares fizeram o resgate, enquanto aguardavam a chegada do Corpo de Bombeiros. Ontem, o dono da casa utilizou 8 caminhões de terra para entupir o poço.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.