Garota de 13 anos comandava prostíbulo na Bahia

Uma casa de prostituição comandada por uma garota de 13 anos, no município de Brumado, a cerca de 500 quilômetros de Salvador, foi fechada no final de outubro, em uma operação conjunta do Juizado da Infância e Adolescência, Conselho Tutelar, Ministério Público e polícias Civil e Militar. A blitz só foi divulgada nesta quinta-feira. Identificada apenas como L, a garota surpreendeu as autoridades quando a casa foi fechada. "Faço porque gosto e se fecharam nós vamos abrir outra", teria dito a garota, que comandava outras doze adolescentes com idades entre 11 e 16 anos. Os encontros eram marcados numa casa de shows e os preços dos programas variavam de R$ 20 a R$ 100.A apuração ocorre sob segredo de Justiça, mas em Brumado a população comenta que os clientes do prostíbulo eram empresários, motoristas de caminhão, gerentes de hotéis e policiais. Ninguém ainda foi preso.Todas as garotas foram entregues aos familiares. As autoridades dizem que as famílias das meninas, de origem humilde, têm medo de denunciar os aliciadores, achando que são pessoas de boa condição financeira. Segundo a presidente do Conselho Tutelar de Brumado, Mônica Pinchemel, a casa foi localizada graças a uma denúncia anônima.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.