Garota foge de casa para encontrar namorado do Orkut

A estudante de direito Arisla Contreiras dos Santos foi orientada a apagar todos os vestígios possíveis do Orkut, site de relacionamento na internet, antes de viajar para um encontro com um rapaz que conheceu por meio deste site. A conclusão dos especialistas, divulgada nesta terça-feira pela família da universitária reduz as chances de localização da jovem de 17 anos, que fugiu na madrugada de sábado e ainda está desaparecida.Segundo a tia da estudante, Silvana Contreiras, os pais tinham esperança de que o perito recuperasse os programas apagados pela garota para encontrar alguma pista. Até o final da tarde desta terça-feira, a família da estudante ainda não tinha qualquer notícia dela.De acordo com a tia, os pais da jovem conseguiram entrar em contato com o garoto chamado Jason com quem Arisla teria marcado o encontro, depois de vários dias de bate-papo constante. Ele disse que Arisla chegaria na segunda-feira, em São Paulo, e admitiu que já havia marcado outros encontros utilizando o mesmo recurso digital.Arisla mora com os pais no condomínio fechado e de classe média no município de Lauro de Freitas, região metropolitana de Salvador. A estudante foi de táxi para o aeroporto, mas a polícia checou todos os vôos e apurou que ela não embarcou para São Paulo, partindo de Salvador.Perfil Filha única e muito protegida, a jovem raramente saía de casa sozinha, segundo a tia Silvana. "Até para ir e voltar da escola, a mãe é quem a leva de carro". Ainda de acordo com familiares, Arisla fez um saque em um caixa automático do Banco do Brasil, no aeroporto internacional de Salvador, no início da manhã de domingo. E depois, fez outros saques menores com o mesmo cartão de crédito do pai, Moisés. A polícia recomendou que o cartão fosse cancelado. A jovem deixou ainda um bilhete em que diz que não tolerava mais o relacionamento conflituoso com os pais.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.