Garota se atira e morre em shopping

Jovem pulou da praça de alimentação do West Plaza

O Estadao de S.Paulo

21 de fevereiro de 2008 | 00h00

A jovem Bruna Gabriela da Silva, de 21 anos, morreu ontem após se atirar do terceiro piso do Shopping West Plaza, na Pompéia, zona oeste. Segundo um funcionário do shopping, Bruna estava na praça de alimentação quando subiu em uma mesa próxima ao parapeito e pulou. "Ela estava sozinha", afirmou o funcionário, que preferiu não se identificar. A queda ocorreu por volta de 10 horas, 15 minutos depois de o shopping abrir ao público. "Eu ouvi um barulho como se uma madeira tivesse caído no chão. Logo em seguida ouvi alguém gritando para socorrer a moça", contou um vendedor que não quis informar o nome. À tarde, quando a reportagem chegou ao West Plaza, o shopping funcionava normalmente. Na praça de alimentação, o segurança advertiu a repórter para não ficar muito perto do parapeito. "É para evitar acidentes", explicou. Uma vendedora chegou a dizer que não queria mais trabalhar no shopping, lembrando de outra morte ocorrida no local. Na noite de 28 de janeiro, o auxiliar de limpeza Cosmo Francisco dos Santos, 22 anos, foi encontrado morto no setor de cargas. Santos estava com a cabeça presa em uma máquina de compactar lixo. De acordo com a administração do West Plaza, a garota foi prontamente atendida pelos bombeiros e levada por uma ambulância ao pronto-socorro do Hospital São Camilo. Bruna deu entrada na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do São Camilo em estado gravíssimo, com rompimento dos pulmões e fraturas no rosto, costelas, braços e pernas. Ela morreu às 13h35.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.