Garotinho comemora crescimento de mortes entre bandidos

O secretário de Segurança Pública, Anthony Garotinho, disse hoje em seu programa de rádio que o número de criminosos mortos porpoliciais durante confrontos, que era de 70 em abril de 2002, subiupara 125 no mês passado. Garotinho, que pouco depois de ser empossado declarou que a situaçãono Rio era de descontrole, afirmou ontem que o dado revela que ?apolícia está retomando o controle da situação?. ?A boa polícia do Rio vai vencer a luta contra o crime?, disse o secretário, que já havia comemorado a morte de bandidos em seu programa de rádio no início do mês. ?A orientação do governo não para é matar, é para prender. Mas a polícia não pode se defender com flores.? Garotinho anunciou que os principais índices de criminalidade do Estado, como os de homicídios, latrocínios (roubos seguidos de morte) e roubos e furtos, caíram em abril de 2003 em relação a abril do ano passado ? mês em que a ex-governadora Benedita da Silva (PT) assumiu o Estado, depois que ele saiu para concorrer à Presidência da República.O secretário comemorou o fato de o balanço divulgado pela SecretariaNacional de Segurança Pública ter mostrado que o Rio é menos violentoque outras capitais brasileiras. Informou que os números, referentes aoprimeiro semestre de 2002 e recolhidos em todas as capitais e noDistrito Federal, revelam que o Rio está em 5.º lugar em volume dehomicídios, 7.º em roubos seguidos de morte (empatado com Vitória),13.º em seqüestros e 17.º em estupros. ?Todo mundo fica achando que oRio é a sucursal do inferno, mas o relatório mostrou que estamos longede ser a cidade mais violenta do Brasil?, afirmou Garotinho.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.