Garotinho diz que foi ?induzido a erro? no caso Staheli

O secretário de Segurança Pública do Rio de Janeiro Anthony Garotinho admitiu há pouco que foi induzido ao erro por policiais ao acreditar na versão contada por Jossiel Conceição dos Santos, de 20 anos, sobre o assassinato do casal Staheli, na Barra da Tijuca. Garotinho informou no entanto que ontem à noite, Jossiel teria confessadonovamente o crime diante ?da sua patroa? (de Jessiel). Ao ser questionado sobre a detenção de um dos quatro prováveis cúmplices do crime, apontados por Jossiel, Garotinho informou que vai se pronunciar sobre isso no momento certo. Segundo informações divulgadas pela imprensa, o cúmplice teria sido detido ontem e foi libertado após prestar depoimento. Garotinho disse também que todas os 14 mortos na madrugada de ontem para hoje, em diversos pontos do Rio de Janeiro, "são bandidos". As mortes envolvem policiais e suspostos crimi nosos, de acordo com noticías veiculadas pela imprensa. O secretário ministrou há pouco uma aula inaugural aos cadetes da Polícia Militar do Rio de Janeiro.Sobre a saúde de sua mulher, a governadora do estado do Rio de Janeiro Rosinha Garotinho, o secretário disse que ela está melhor. Segundo ele, Rosinha teria uma espécie de "anemia hereditária", típica de povos do Mediterrâneo. O secretário ministrou uma aula inaugural aos cadetes da Polícia Militardo Rio de Janeiro.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.