Garotinho nega ter evitado encontro com ex-ministra

O ex-governador e pré-candidato do PR ao governo do Rio, Anthony Garotinho, negou ontem ter recusado encontro com pré-candidata do PT à Presidência Dilma Rousseff, que participou de almoço com prefeitos na Baixada Fluminense. Nem ele, nem a mulher Rosinha Matheus, prefeita de Campos, foram à Churrascaria Oásis.

, O Estado de S.Paulo

11 de maio de 2010 | 00h00

"Não houve de maneira nenhuma essa história de ser procurado e ter me recusado a encontrar com ela. Não faria essa descortesia. Além do mais, não sou como o (governador Sérgio) Cabral, que "chantageou" Dilma no carnaval, cobrando que ela subisse apenas em seu palanque", escreveu Garotinho em seu blog.

No texto, intitulado "Uma notícia mal dada que rende uma grande intriga", Garotinho afirma ter dito à repórter apenas que não tinha agenda com a ex-ministra. "Acrescentei que nem faria sentido marcar algum evento com a pré-candidata se o PR e o PT ainda não resolveram a questão do palanque duplo aqui no Rio, como em outros Estados."

Procurado pelo Estado para comentar o assunto, o pré-candidato não havia retornado o contato até o início da noite de ontem.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.