Garotinho pede ajuda da população contra policiais corruptos

O secretário de Segurança Pública do Rio, Anthony Garotinho, quer a ajuda da população para identificar policiais com desvio de conduta. O secretário pediu que testemunhas de abusos e atos de corrupção denunciem os policiais ao Disque-denúncia. Ele afirmou que só na última semana, 16 policiais civis envolvidos em crimes como extorsão, seqüestro e roubo de veículos foram afastados. "Bandido uniformizado é pior do que bandido comum. Policial que se envolve com o crime é um traidor, é bandido duas vezes", disse Garotinho em seu programa semanal de rádio. O secretário citou a prisão na sexta-feira dos policiais civis Jorge Alexandre e Fernando Maia, da Delegacia de Repressão a Entorpecentes (DRE), em Resende, no sul do estado. Eles são acusados de executar pelo menos seis seqüestros. De acordo com a polícia, eles capturavam pessoas ligadas ao tráfico de drogas num carro da própria DRE e pediam resgates entre R$ 30 mil e R$ 45 mil. Eles foram presos depois que um comerciante seqüestrado por engano os denunciou à delegacia de Resende.Garotinho também anunciou a prisão do cabo PM Reginaldo de Almeida em Campos, no norte do Estado, enquanto recebia uma propina de R$ 5 mil. O secretário negou ainda que pretenda deixar a secretaria no próximo dia 6 para dedicar-se à campanha eleitoral do PMDB, do qual é presidente regional.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.