Garotinho rejeita intervenção federal no Rio

O ex-governador e secretário da Segurança Pública nomeado Anthony Garotinho disse hoje no Rio que não aceitará intervenção da União na área de segurança do Estado. ?Nós precisamos da colaboração do governo federal porque o interesse público deve estar acima de qualquer interesse partidário?.Apesar de dizer que recusa qualquer jogo partidário na questão da segurança pública no Rio, Garotinho elogiou o governo Lula pelo interesse na área mas alertou que a explosão da violência no Rio deu-se na gestão da petista Benedita da Silva.Garotinho adiantou que irá reestruturar delegacias especializadas, recuperar 800 carros parados nos pátios dos batalhões e aumentar o efetivo nas ruas. ?A população do Rio pode confiar que vamos agir muito duro contra bandidos e maus policias?, disse Garotinho em entrevista à rádio CBN do Rio.Garotinho, que assume o cargo na segunda-feira, se reúne hoje com o Ministro da Justiça, Márcio Thomaz Bastos, em Brasília. Garotinho foi nomeado ontem pela mulher, a governadora do Rio, Rosinha Matheus.Veja o especial:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.