Garoto de 4 anos morre ao brincar com pipa

O garoto Salustiano da Cruz Júnior, de 4 anos, morreu ontem ao cair sobre três vergalhões de ferro de uma construção inacabada próxima ao monumento construído pela Petrobrás para homenagear o primeiro poço de petróleo da capital baiana. Ele se acidentou ao cair da cerca de alumínio do monumento, quando empinava uma pipa, conhecida na Bahia como "arraia".Salustiano havia subido na cerca para empinar a arraia, mas o brinquedo caiu no chão. Ao tentar pegá-la, desequilibrou-se e caiu sobre um muro cujos pedaços de metal estavam à mostra, o que lhe provocou três perfurações no tórax. Um dos ferros atingiu um dos pulmões do garoto, que chegou a ser levado com vida ao Hospital João Batista Caribé. Devido à gravidade do caso ele foi transferido para o Hospital Geral do Estado mas não resistiu e acabou morrendo.

Agencia Estado,

16 de agosto de 2003 | 10h36

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.