Garoto de cinco anos morre após levar coices de cavalo

A Polícia Civil de Restinga, na região de Ribeirão Preto, está investigando a morte de um garoto de 5 anos, nesta terça-feira, 11. O menino não resistiu aos ferimentos que levou após ser atingido pelos coices de um cavalo, na tarde de sábado, 8, na via pública, no centro da cidade. Ele foi atendido no Pronto-Socorro de Franca à tarde e internado à noite na Santa Casa de Franca, onde faleceu, durante uma cirurgia. Na manhã desta quarta-feira, 12, o garoto foi sepultado. Se a investigação policial comprovar responsabilidade do dono do animal no caso, este poderá responder por homicídio culposo (sem intenção).O garoto estava brincando na rua com o irmão, de 8 anos, e um primo, de 9, quando avistou um cavalo solto - existem versões de que estaria solto e amarrado nas proximidades. Curiosos, os meninos tentaram ver se o cavalo tinha unha e o animal assustou-se com a aproximação, desferindo coices. Dois deles atingiram o menino mais novo. Imediatamente, ele foi levado ao PS de Franca e foi medicado, mas liberado em seguida. À noite, com fortes dores, os pais dele o levaram de volta ao PS. O menino, então, foi internado na Santa Casa.Durante a cirurgia, na manhã de terça, ele não sobreviveu. A direção da Santa Casa criou uma Comissão, que, com o auxílio do Conselho Técnico da Instituição, irá levantar os procedimentos adotados no atendimento ao garoto e verificar se houve falhas. O resultado dessa Comissão deverá ser divulgado em 30 dias. O delegado do 4º DP de Franca, que responde por Restinga, Marcelo Rodrigues, disse que ouvirá testemunhas do caso a partir da próxima semana.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.