Garoto é ferido em novo confronto do Exército com traficantes

Um garoto de 12 anos, Genilson dos Santos Batista, foi baleado na noite de sexta-feira no Morro da Providência depois de um novo tiroteio entre bandidos e soldados do Exército. Pela manhã, outros tiroteios deixaram três pessoas feridas. Segundo policiais do 5º BPM, na Praça da Harmonia, a situação está calma no morro no momento.Genilson foi baleado no antebraço esquerdo por volta das 20h30m e levado ao Hospital Souza Aguiar por uma caminhonete do Exército. A criança teve fratura exposta.O setor de Relações Públicas do Comando Militar do Leste (CML) informou que a vítima foi atingida por um tiro de pistola, arma que não está sendo utilizada pelos soldados. O CML acredita que o tiro tenha partido de uma das armas dos bandidos. A criança foi levada ao Hospital Souza Aguiar.O caso foi registrado na 4ª Delegacia de Polícia, na Central do Brasil.Bebê de apenas 26 dias também foi feridoSoldados e traficantes já tinham participado de um intenso tiroteio na manhã de sexta-feira na Providência, que deixou três feridos, entre eles um bebê de apenas 26 dias. Ele obteve alta à tarde e passa bem. Os outros dois feridos, uma mulher e um homem, também já tiveram alta. Cerca de 200 militares estão na favela, onde foram apreendidos dez quilos de cocaína e farta munição. Um helicóptero das Forças Armadas fez sobrevôos no local. No fim da tarde a governadora Rosinha Garotinho comentou a ação do Exército. O morro da Providência é um dos locais ocupados por tropas militares desde a semana passada. Elas buscam dez fuzis FAL e uma pistola roubados de um quartel em São Cristóvão, zona norte do Rio, no último dia 3. A ação já incluiu até bloqueios em rodovias.Durante a noite de sexta-feira foram registradas outras trocas de tiros. Às 18h40, militares e traficantes se enfrentaram por cerca de cinco minutos na Ladeira do Barroso. Duas horas depois, o conflito ocorreu na parte baixa da Providência, próximo ao Túnel João Ricardo.Ex-soldados teriam participado do roubo

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.