Garoto morre vítima de tiroteio na porta de casa em Maceió

Homem perseguia jovem e, durante a troca de tiros, menino de 6 anos foi baleado; jovem também morreu

Ricardo Rodrigues, O Estado de S.Paulo

30 Abril 2009 | 13h51

O garoto Carlos Eduardo da Paz Rodrigues, de apenas 6 anos de idade, foi morto na quarta-feira à noite, com um tiro na cabeça, na porta da sua casa, na Rua São Geraldo, em Tabuleiro do Martins, Maceió. Segundo seus familiares, que na manhã desta quinta-feira, 30, aguardavam a liberação do corpo pelo Instituto Médico Legal Estácio de Lima, o menino foi vítima de uma bala perdida, durante um tiroteio que resultou na morte de Heldes Luiz de Amorim Dantas, de 20 anos.

 

Carlos Eduardo estava brincando na calçada de casa com a mãe, quando um homem passou correndo atrás do jovem que foi assassinado. Na troca de tiros, uma bala atingiu a cabeça do garoto, que caiu ferido nos braços da mãe. Levado às pressas para o Hospital Geral do Estado, a criança já chegou morta. Nesta madrugada, o corpo de Carlos Eduardo foi levado para o IML, onde já estava o corpo do jovem morto no tiroteio.

 

Por volta das 8 horas, os corpos das duas vítimas fatais do tiroteio ainda se encontram no IML. Os corpos das três crianças soterradas e mortas durante a queda de uma barreira, no Conjunto Frei Danião, na periferia de Maceió, também não tinham sido liberados. O atraso na liberação dos corpos é atribuído à greve dos servidores do Instituto. Familiares dos mortos reclamaram da demora e disseram que esse tipo de constrangimento só ocorre com os filhos dos pobres.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.