Garra liberta casal das mãos de sequestradores em SP

O microempresário Geraldo Jafet, de 35 anos, dono de uma oficina de veículos, e uma mulher, que seria amiga dele, cujo nome não foi divulgado, foram soltos das mãos de dois seqüestradores, por volta da 1h00 desta madrugada, no Jardim da Saúde, bairro de classe média, na zona Sul da capital paulista. O casal preparava-se para entrar em um veículo Mercedes, após visitar parentes na Avenida do Cursino, região da Saúde, quando foi dominado pelos dois bandidos armados. A dupla levou as vítimas para a frente do Hotel Shelton, na altura do nº 980 da mesma avenida. Os bandidos liberaram Geraldo para que ele fizesse saques em caixas-eletrônicos e conseguisse, de qualquer modo, uma quantia de no mínimo R$ 10 mil, valor que foi reduzido para R$ 2 mil. No caminho, o rapaz cruzou com uma viatura do Grupo de Repressão a Roubos e Assaltos (Garra), da Polícia Civil, e pediu ajuda. Os policiais foram até o local onde a outra vítima estava ainda como refém e trocaram tiros com os bandidos. Um deles, que não portava documentos, foi baleado e encaminhado, em estado grave, para o Pronto-socorro do Hospital Sabóia, no Jabaquara. O comparsa deste, o menor F.L.S., de 17 anos, acabou detido. A policia desconfia que o documento de identidade do adolescente seja falso e fará um exame de qualificação. O caso foi encaminhado ao plantão do Departamento de Investigações sobre o Crime Organizado (DEIC). As vítimas, exceto o susto e trauma, nada sofreram.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.