Gás de amônia vaza e deixa 1 intoxicado no Mato Grosso

Vazamento em uma fábrica de refrigerantes de Várzea Grande foi causado por erro de manobra

Elvis Pereira, estadao.com.br

13 Agosto 2008 | 20h18

Cerca de uma tonelada de gás de amônia vazou no início da manhã desta quarta-feira, 13, de uma fábrica de refrigerante no bairro Cristo Rei, em Várzea Grande, no Mato Grosso. Uma funcionária ficou intoxicada e teve de ser levada ao Pronto-Socorro Municipal. O vazamento ocorreu em uma das tubulações que ligam o reservatório do produto a um compressor.   O coordenador de atendimento a Acidentes Ambientais da Defesa Civil, João Carlos Rocha, afirmou que houve um erro de manobra dos operadores. A Defesa Civil utilizou um jato de água para condensar o gás, impedindo que ele se espalhasse. Os trabalhos de contenção foram encerrados por volta das 11 horas. O funcionamento da fábrica foi suspenso pelo resto do dia.

Mais conteúdo sobre:
Amônia Mato Grosso Várzea Grande

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.