Gás pode ter causado morte de casal em motel de Ibiúna

Um casal de paulistanos foi encontrado morto na manhã de segunda-feira, 1º de janeiro, em um motel de Ibiúna, na região de Sorocaba. De acordo com a Polícia Civil, Giovane Ferreira de Oliveira, 31 anos, e sua mulher, Elaine Cristina Ferro, de 26, foram para o motel na noite de domingo, depois terem realizado uma festa em uma chácara da região para comemorar o casamento, realizado no dia 30, em São Paulo.Segundo policiais, a demora do casal em deixar o quarto despertou a atenção dos funcionários. Como ninguém atendia o interfone, a porta foi arrombada. O casal estava morto sobre a cama e os corpos não apresentavam sinais de violência. A polícia investiga a hipótese de intoxicação pelo gás utilizado para aquecer a piscina da suíte. Peritos do Instituto de Criminalística de Sorocaba examinaram as instalações e colheram amostras da água. Segundo um policial, há dois meses outro casal teria sido atendido em um pronto-socorro da cidade depois de ter se intoxicado num dos quartos do motel. A administração do estabelecimento não se manifestou sobre a suspeita. A polícia aguarda os laudos da perícia técnica e do Instituto Médico Legal (IML) para abrir inquérito.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.